A Oração

Orai sem cessar. 1 Tessalonicenses 5:17

O QUE SIGNIFICA “ORAR”?

O verbo “orar” significa, fundamentalmente, discursar, ou falar em público. O ato de orar significa empreender uma ação de discorrer sobre uma ideia. Mas ao falarmos de oração, nosso pensamento já nos remete a uma conversa com Deus. E isso está certo. Orar é conversar com Deus; discorrer sobre algo com o Criador. Orar também é reconhecer que a pessoa para quem está sendo dirigida a oração existe e que pode atender e responder a oração.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE “ORAR” E “REZAR”?

Na origem da palavra, “rezar” significa “repetir”. As rezas são práticas religiosas que repetem o que alguém disse ou escreveu.
A diferença primordial entre rezar e orar é que a reza é um discurso previamente escrito e a oração é um discurso livre, um diálogo, que não necessita de algo pré-determinado.

POR QUE É IMPORTANTE ORAR?

A oração é o meio de nos comunicarmos com Deus. Quando nós oramos a Deus, estamos nos abrindo e demonstrando que desejamos um relacionamento com Ele. Isto é muito importante porque, apesar dEle já saber de todas as coisas, quando nós contamos, demonstramos que desejamos que Ele saiba.

A oração pode ser comparada a uma situação onde pai sabe que seu filho fez algo ou está passando por uma dificuldade. Apesar deste pai já saber, quando o filho lhe conta seus problemas, há um aprofundamento no relacionamento entre os dois. Da mesma forma acontece quando nós contamos a Deus nossas situações. Mesmo que Ele já saiba de tudo, quando assim fazemos, um aprofundamento do relacionamento acontece.

QUEM PODE ORAR?

Todos podem orar. A oração é o canal que Deus nos deixou para podermos conversar com Ele.
Todas as pessoas que crêem em Deus podem orar a Ele.

A QUEM DEVEMOS ORAR?

Devemos orar sempre somente a Deus, em nome de Jesus – João 15.16

O nome de Jesus é mais poderoso e mais sublime do que qualquer outro nome – Filipenses 2.9-11

Por isso, quando oramos a Deus, em nome de Jesus, estamos contando com a excelência do nome de Jesus ao nosso favor e isto torna nossa oração totalmente eficaz.

COMO SE DEVE ORAR?

A oração pode ser feita de muitas formas. A mais adequada é aquela que a pessoa que estiver orando puder fazer no momento e sentir-se mais confortável. O ato de orar de joelhos dobrados demonstra entrega, rendição e reverência diante de Deus. Entretanto, há pessoas que oram em pé, ou em sua cama (Salmo 63.6) ou mesmo em pensamento.

A oração pode ser feita sempre que houver o desejo de fazê-lo, em casa, na Igreja, no serviço ou onde quer que estejamos, porque Deus sempre ouve a oração que se faz com coração sincero – Salmo 139.4. E Deus ouve a oração, mesmo que seja feita em lugar reservado – Mateus 6.6 .

AS CARACTERÍSTICAS DA ORAÇÃO QUE AGRADA A DEUS:

Independente do lugar e da maneira que alguém ore, algumas características sempre devem existir para que a oração alcance o seu objetivo:
– Fé – Mateus 21.22
– Respeito por Aquele com quem estamos falando
– Sinceridade – Salmo 51.16
– Começar a orar “em nome de Jesus”
– Reconhecimento de que não somos auto-suficientes
– Reconhecimento de que cometemos falhas contra os padrões de santidade de Deus
– Pedido de perdão por nossas falhas
– Gratidão a Deus por Ele ter nos permitido orar e ter ouvido nossa oração.

SEGUINDO O MODELO QUE JESUS NOS ENSIOU

A ORAÇÃO DO PAI NOSSO (MATEUS 6.9-13)

Quando os discípulos de Jesus perguntaram a Ele como deveriam orar, Ele prontamente lhes deu um modelo. Este modelo é conhecido como a oração do “Pai Nosso”. Entretanto, não é apenas uma reza, ou seja, não serve apenas para ser repetida. Na verdade, é um modelo que mostra as partes que podemos colocar em nossas orações. Nas linhas do “Pai Nosso”, há atitudes e posturas que todos que oram devem seguir. Vamos olhar mais de perto quais são:

Pai nosso que estás no céu
A oração é dirigida a Deus. Ao fazer isso, reconhecemos que Deus existe, que é nosso Pai e que está acima das coisas e do ambiente humano.

Santificado seja o Teu nome
Adoração e reconhecimento que Deus é realmente Santo e, por isso, Seu Nome deve ser tratado de forma santa e com respeito.

Venha o Teu Reino.
Demonstração do desejo que o Governo de Deus venha não apenas sobre nossas vidas, mas também sobre toda a Terra.

Seja feita a Tua vontade, assim na Terra como no céu
Demonstração da escolha de submeter nossa própria vontade à Vontade de Deus, pedindo a Deus que assim como Ele governa todas as coisas no céu, que Ele governe também nas nossas vidas e em todos os lugares.

O pão nosso de cada dia dá-nos hoje
Pedido a Deus sobre as necessidades cotidianas. Sempre podemos pedir a Deus sobre nossas necessidades.

Perdoa nossas dívidas, assim como perdoamos os nossos devedores
Este é um auto-exame de consciência que devemos fazer: o reconhecimento de que somos devedores perante Deus e que através de Jesus, Ele pode perdoar nossos pecados. Também devemos examinar se estamos perdoando aqueles que nos ofendem.

E não nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal
Reconhecimento da fragilidade de nossa boa intenção em praticar o bem. Este pedido é para que Deus tenha misericórdia e nos ajude a não praticar o mal, bem como nos livrar daqueles que o praticam.

Porque Teu é o Reino, e o Poder, e a Glória para Sempre!
Reconhecimento de que o controle de todas as coisas pertence a Deus, que Ele pode fazer tudo e que Ele é o único digno de adoração. E assim será para sempre.

CONCLUSÃO

Deus quer que oremos porque Ele quer que nos relacionemos melhor com Ele – Isaías 55.6; Salmos 27.8.
Deus quer que oremos porque quer nos anunciar coisas que ainda não sabemos – Jeremias 33.3
A oração é o segredo para termos uma vida vitoriosa – Romanos 12.12; 1 Pedro 4.7.

CONTINUE LENDO:

CONTINUE LENDO: